Alzheimer

mitocondrial é prejudicado, ocasionando a perda de memória e declínio do aprendizado. Pode manifestar-se precocemente e é classificada em fases quanto à evolução.

O QUE É ?

 Com o aumento da expectativa de vida, doenças relacionadas à idade são cada vez mais presentes em nossa população. 

O Alzheimer é uma das doenças que mais cresce em número de diagnósticos entre a população idosa. É um tipo de demência que apresenta progressiva deterioração de habilidades intelectuais, rotineiras e cognitivas. Estudos bioquímicos demonstram que o transporte 

CAUSAS

Não se sabe exatamente a causa do Alzheimer. Estudos indicam diversos fatores de risco que contribuem para o aumento das chances do aparecimento da doença. Dentre os fatores de risco mais relevantes estão: Genética, estilo de vida (alimentação, prática de atividade física, estresse,...), obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, deficiências nutricionais, entre outros. 

FASES E DIAGNÓSTICO 

 

O Alzheimer é classificado em 3 fases.

FASE INICIAL - Caracterizada por pequenos lapsos de memória recente. Alterações de comportamento,

dificuldade de fixar informações novas, etc.

FASE INTERMEDIÁRIA - Perda de memória intensa, estresse piscicológico e depressão. Estranhamento da própria casa e pertences. Agressividade quando contrariado, alienação ,dificuldade de interação, etc.

FASE AVANÇADA - Dependência física total. Incapacidade quase total de falar e andar. Não identificação de familiares e nem de si mesmo. Deglutição prejudicada, saúde comprometida, etc. 

O Alzheimer é diagnosticado através de exames de neuroimagem e/ou sinais e sintomas clínicos. Por ser multifatorial e seus sintomas iniciais serem muito comuns, o diagnóstico precoce é prejudicado, dificultando a manutenção da memória do paciente e a prevenção da evolução da doença. 

NUTRIÇÃO COMO ALIADA

 A alimentação de paciente com Alzheimer sempre deve ser muito balanceada. Com a evolução da doença, as necessidades nutricionais são modificadas e devem ser adequadas de forma que supram as necessidade diárias de macro e micronutrientes. Existem diversos nutrientes que são imprescindíveis no momento de elaborar um plano alimentar, pois já foram apontadas como aliados no tratamento e prevenção do Alzheimer. Alimentos como castanhas (oleaginosas), azeite de oliva extra virgem, frutos do mar, abacate, tomate, cacau, ovo, frutas vermelhas, são alguns dos 

diversos alimentos que podem e devem ser incluídos na rotina alimentar do paciente. Garantir todo aporte nutricional necessário é a melhor forma de potencializar o tratamento ou prevenção da doença. 

SUPLEMENTAÇÃO

Em muitos casos a suplementação de nutrientes pode ser necessária. É muito comum, devido à rotina em que vivemos, não conseguirmos adequar nossa alimentação em 100%. Nesses casos, os suplementos são grandes aliados. Vitaminas, minerais, EPA, DHA, astaxantina, polifenóis e muitos outros podem ser incluídos de forma estratégica  na dieta. Desta forma, dieta, suplementação e atividade física tornam-se a chave para prevenir e retardar a evolução do Alzheimer.

AGENDE

SUA CONSULTA!

9 9918 - 6468

nutricionista@thalitagalhardo.com.br

Av. das Américas 2.480 - Lead Américas

Bloco 3 - Subsolo 149
 Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

 
BARRA DA TIJUCA
Av. das Américas, 2480 Bloco 3 
 Subsolo 149 - Lead Américas
Telefones: (21) 9 9918 - 6468
    (21) 2496 -6754
     (21) 99171-7879

*Não trabalhamos com planos de saúde*

 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos reservados Thalita Galhardo Nutricionista - 2017